Burning Man, um festival diferente dos outros

16 Setembro, 2015 13:45

Burning Man é um festival realizado anualmente em Black Rock Desert, no deserto de Nevada (Estados Unidos) e tem inicio na última segunda-feira de Agosto e acaba na primeira segunda-feira de Setembro.

Tudo teve inicio em 1986, quando o artista Larry Harvey se juntou com um grupo de amigos numa praia de São Francisco, onde criou uma escultura de 2 metros e meio, feita em madeira e queimava-a como comemoração do solstício de verão. (Daí a origem do nome, Burning Man).

A festa começou a atrair vários curiosos e rapidamente se tornou num sucesso, e à medida que os anos iam passando, a escultura ia sendo cada vez maior até que em 1990 quando o evento já se tinha tornado conhecido, Larry foi forçado pelas autoridades a acabar com a queima da escultura por falta de permissões.

Burning Man, um festival diferente dos outros

Burning Man, um festival diferente dos outros

Foi então nessa altura que Larry se moveu para o deserto de Black Rock no Nevada, onde atravessou por diversos altos e baixos até que conseguiu fazer com que este festival se tornasse num sucesso mundial, contando com mais de 50 mil pessoas por ano, feito esse que fez com que o Black Rock Desert adoptasse temporariamente o nome de Black Rock City, por durante o evento se assemelhar a uma pequena cidade.

Burning Man, um festival diferente dos outros

Burning Man, um festival diferente dos outros

Este evento com cenários idênticos a um filme do “Mad Max” não é um evento tradicional de música apenas mas sim artístico, onde as mais variadas formas de expressão artística são demonstradas, desde monumentos criados propositadamente para o evento a pequenos outros eventos com diferentes temáticas, muitas vezes em forma de sátira contra a sociedade actual, assim como não podia deixar de ser, incluí também diversas tendas de música. Tudo tem um principal objectivo: a liberdade, a socialização, partilha e respeito mutuo, onde curiosamente, são os próprios visitantes do evento a cuidar e a ajudar em tudo, assim como no final certificarem-se de que a limpeza total é feita, não deixando qualquer vestígio para trás.

Burning Man, um festival diferente dos outros

Burning Man, um festival diferente dos outros

Outra das curiosidades deste evento é que alguns dos seus visitantes, que aproveitando a temática de se mascararem e com isso passarem despercebidos, permite que diversas celebridades das diferentes areas, como futebol, música, mundo da moda, cinema, entre outros, ali circulem à vontade sem nunca serem abordados.

Em baixo, temos exemplos como Susan Sarandon e Will Smith que partilharam esses mesmos feitos depois, nas redes sociais.

Burning Man, um festival diferente dos outros

Burning Man, um festival diferente dos outros